O grupo Syrah Resources vai vender grafite a ser extraída na concessão de Balama, norte de Moçambique, à Jixi BTR Graphite Industrial, subsidiária do grupo chinês com sede em Shenzhen BTR New Energy Materials, informou a empresa australiana em comunicado ao mercado recentemente divulgado.

O contracto estipula que a Syrah Resources vai fornecer 30 mil toneladas de grafite no primeiro ano de produção, informando o comunicado que o restante clausulado do documento assinado entre as duas empresas permanecerá confidencial.

O comunicado adianta, no entanto, que as duas empresas vão continuar a cooperar ao abrigo de um memorando de entendimento anteriormente anunciado, nomeadamente a nível da gestão da cadeia de fornecimento.

O grupo BTR New Energy Materials fabrica e comercializa ânodos em grafite para baterias de iões de lítio, entre muitos outros produtos electrónicos, de energia solar e materiais compostos.

Advertisement

A concessão de Balama, província de Cabo Delgado, fica a cerca de 200 quilómetros a ocidente da cidade portuária de Pemba, dispondo de reservas provadas e prováveis de 81,4 milhões de toneladas, com um conteúdo de grafite de 13,2 milhões de toneladas.

No final de Agosto passado, o governo de Moçambique aprovou os termos do contracto mineiro para a exploração de depósitos de grafite pela Twigg Exploration & Mining Limitada, subsidiária do grupo australiano Syrah Resources.

O contracto com a Twigg Exploration & Mining Limitada tem um prazo de 25 anos e exige um investimento mínimo de 87,99 milhões de dólares.

Artigo anteriorGoverno de Moçambique anuncia reforço da fiscalização da extracção de inertes
Próximo artigoExploração mineira vai ser o motor da recuperação económica de Moçambique